Notícias

Caucaia; Atenção, Zelo e Compromisso Com a Categoria.

Osmar Viana Notícias

 

Em atenção às demandas reivindicadas pela categoria de servidores agentes de endemias de Caucaia, tais como; vale transporte/passe livre, vale alimentação/refeição, Piso Salarial Nacional, Plano de Cargos Carreira e Salários, Tratamento Isonômico no que se refere ao recebimento da “indenização de campo” para os trabalhadores em condição de férias e licença médica, Retirada da Famigerada Escada, Prosseguimento na Tramitação da Lei que abriga o Direito de recebimento da “indenização de Campo” pelos trabalhadores readaptados, Seleção Interna para Supervisores dentre outras, O Sinasce representado pelo Ilmo. Sr. Dir. Osmar Viana, a Ilma Sra. Dra. Lia Sousa e o Ilmo Sr. Ticiano Aguiar (assessor jurídico/Sinasce), se reuniu com o Ilmo. Sr. Frederico Martins, (assessor Jurídico da SMS/Caucaia) para tratar das respectivas pautas, ao mesmo tempo, tratar dos encaminhamentos passiveis de serem encaminhados em curto e médio prazo.

No que se refere à Lei dos readaptados, o Ilmo. Assessor Jurídico/Caucaia, assegurou que está na última fase de tramitação (já na SEINF) para estudo de impacto financeiro, e que em poucos dias será remetida a Câmara para apreciação, votação/aprovação, ou não, pelos Exmos. Srs. Vereadores da Excelsa Casa Legislativa.

No que tange a aplicação do Piso Salarial Nacional da categoria em Tela, o representante da prefeitura de Caucaia, assumiu o compromisso de analisar essa possibilidade iniciando pelo procedimento de que trata da Portaria Ministerial 121 e 165/15, de 11 e 25 de fevereiro/2015, respectivamente, donde estas portarias, estabelecem critérios para o cadastramento dos agentes de endemias de todo pais, no C.B.O de referencia que será, provisoriamente, o CBO 5151-F1 – AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS. Procedimento, que perdurará até a criação do C.B.D definitivo que regulamentará essa questão, e que será definido ao término dos trabalhos da Comissão Paritária Tripartite que está concluindo a regulamentação do Artigo 9o/C da Lei 12.994/14 em Brasília.

No que se refere aos vales transporte e vales refeição, a prefeitura de Caucaia fará um estudo de viabilidade econômica para ver o qual será mais factível(viável), se o vale no formato tradicional (já que o Sinasce antecipa que o intuito do governo do estado e o prefeito de Fortaleza é integralizar/unificar os vales transporte da capital com a Região Metropolitana), ou se a prefeitura de Caucaia adotará o passe livre. O Sinasce intervém e antecipa, todavia, que, na falta da adoção de um sistema de locomoção definitivo para os trabalhadores, a P.M.C adote o Passe Livre até que essa “questão de governo” seja resolvida.

Outra questão discutida foi à regulamentação da função para supervisor de equipe, bem como os critérios que deverão Nortear a possível Seleção, na qual se elegerá os referidos supervisores.

A equipe em epígrafe também discutiu, as possibilidades  de implantação em curto ou médio prazo, do PCCS (Plano de Cargos Carreira e Salário) da categoria, inclusive com os estudos dos impactos financeiros já analisados.

Tratou também, da possível retirada definitiva da escada do Uso Compulsório (obrigatório), no uso do dia a dia pelos trabalhadores.

Como encaminhamento, ficou decido que a Lei dos readaptados será remetida para Câmara nos próximos dias e que as Pautas de que demandam “estudos de impactos econômicos/financeiros), em especial o P.C.C.S da categoria, serão tratadas em reunião, a priori marcada para o próximo dia  26 de março de 2015.

Diretoria Sinasce / Ceará


Mais Um Passo Rumo ao Piso Salarial da Categoria em Fortaleza.

Osmar Viana Notícias

Sinasce, representado pelos Ilmos Srs. Osmar Viana, Sávio Leão, Marlon lima e Luis Cláudio, Diretores e presidente respectivamente, se reuniu na tarde desta quarta-feira 25/02/15 com Secretária de Saúde, Dra. Socorro Martins, e Secretário de Administração, Dr. Philipe Nottingham, o articulador jurídico da SMS Dr. Ricardo, a assessora jurídica da SMS Dra. Luciana, a assessora jurídica da SEPO Dra. Samarkandra e a chefe de gabinete da SEPOG Dra. Ângela Márcia, para tratar do reenvio da Mensagem de Lei que permitirá a tramitação e, por conseguinte a aprovação do Plano de Cargo Carreira e Salário dos agentes de saúde e agentes de endemias de Fortaleza.

A agenda do envio desta mensagem pelo executivo para a Câmara Municipal está previsto para a primeira semana de março. Haja vista que há consenso, por parte do sindicato e da categoria, no modelo de estrutura que compões o tratado Plano.

Outro assunto discutido e encaminhado foi a probabilidade do pagamento Imediato do Piso Salarial Nacional da Categoria. Como sabido, o governo do estado do Ceará, remeteu para assembléia Legislativa mensagem de Lei que tenciona o pagamento do dito Piso Salarial para os agentes de saúde do estado. Injusto será, portanto, se a capital Fortaleza, tida como espelho e referência de Cobrança do Pagamento do Piso no Estado Ceará, FICAR NA RETAGUARDA DO CUMPRIMENTO DE UMA GARANTIA DE DIREITOS, LÍQUIDOS E CERTOS, ASSEGURADA POR LEI FEDERAL PARA OS DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DA NOSSA CATEGORIA.

Impactados com a exposição do Sinasce, os gestores acima qualificados se incumbiram de articular para os próximos dias uma reunião com o prefeito de Fortaleza e o Sinasce, para se avaliar os impactos financeiros, bem como tratar dos possíveis cenários que possam possibilitar o pagamento do Piso da categoria, inclusive no modelo semelhante adotado pelo estado de Pernambuco.

Estamos no aguardo da confirmação da data desta reunião com o prefeito de Fortaleza, que estimamos que também deva ocorrer até a primeira semana de março de 2015.

Resta-Nos, Portanto, Cruzar os Dedos, Pensar Positivo, Para Que Tudo Dê Certo Pra Todos Nós!

 

Diretoria Sinasce / Ceará.


Nota à Categoria! Urgente! A Ambição Deve Ter Limite ?

Osmar Viana Notícias

 

O Sinasce, no Uso de Suas Atribuições Legais vem a Público Esclarecer que NÃO HÁ ASSEMBLÉIA GERAL MARCADA PARA O PRÓXIMO DIA 26 DE FEVEREIRO DE 2015, COMO REZA O EDITAL DE NO. ? PUBLICADO NO JORNAL ? E PUBLICIZADO NO FACE NA DATA DE 23 DE FEVEREIRO DE 2015.

O suposto motivo alegado no dito “edital” para esta convocação, segundo o que postou o secretário geral do Sinasce, Sr. Quintino Neto, é a necessidade da reavaliação das prestações de contas 2013 / 2014, bem como a Contratação de uma “empresa” para proceder com uma auditoria no Sinasce. Isso, contudo, Não se Justifica, uma vez que a Aprovação ou Rejeição das referidas prestações de Contas de que Trata a Alegativa em Epígrafe, Não Aconteceu em razão do tumultuo causado pelo denominado “grupo de oposição” na última assembléia do Sinasce ocorrida no último dia 11 de fevereiro. Essa Atitude, porém, Demonstra que Não Há Limite Para a Ambição Desse Grupo! E fica claro que nenhum deles está preocupado com suas Consequências ou os Danos que isso possa causar.

Nós da Diretoria do Sinasce, manteremos a calma e a serenidade que nos é peculiar e nos manteremos ATENTOS E VIGILANTES para mais esse atentado contra a categoria. Ao tempo que solicitamos que cada trabalhador e trabalhadora, Que luta e Deseja Lutar por Salario e Condições de trabalho Melhores, IGNOREM ESSA CONVOCAÇÃO ABSURDA E NÃO PARTICIPEM DE MAIS ESSA TENTATIVA DE GOLPE CONTRA NOSSA CATEGORIA.

 

Diretoria Sinasce / Ceará


Piso Salarial Nacional… Qual a Distância Entre o Que Temos e o Que Queremos!

Osmar Viana Notícias

 

Conquistado em junho de 2014, Rejeitado por muitos prefeitos do Brasil, mas nenhum prefeito com tanta Rejeição e Veemência quanto o prefeito de Fortaleza, Criado uma “Comissão de Tripartite” para “regulamentar” o que reza a Portaria 1833/(set 2014), infelizmente até agora sem muitos resultados práticos. Até por que, essa “comissão” tinha até a primeira semana de dezembro de 2014, para “regulamentar” todo teor da portaria, e como podemos ver e constatar, estamos no fim de Fevereiro de 2015, e até agora apenas a parte que regulamenta (Cria) o C.B.O ( Código Brasileiro de Ocupação dos agentes de endemias, avançou!

Mesmo assim, esse “avanço” ainda é questionável já que na Própria Portaria 121/15 Emitida pelo Ministério da Saúde em 11 de fevereiro de 2015, só estabelece a criação do código para os agentes de endemias e não trata/regulamenta a questão do subsídio do governo federal no que tange ao Piso da categoria.  E além de não tratar da Seara do Piso, ainda estabelece um Interstício de Um Ano (01 ano), para que as prefeituras se adéqüem ao que recomenda a referida Instrução Portaria ministerial.

 

SEGUE A ÍNTEGRA DA PORTARIA 121/15 DE 11 DE FEVEREIRO DE 2015.

PORTARIA No- 121, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2015 Estabelece os vínculos de profissionais do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos I e II do parágrafo único do art. 87 da Constituição, e Considerando a Lei nº 12.994, de 17 de junho de 2014, que dispõe sobre as carreiras dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias; Considerando a responsabilidade de atualização do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde pelos Estabelecimentos de Saúde, Municípios, Estados e Distrito Federal, definidos nas Portarias nº 399/GM/MS, de 22 de fevereiro de 2006 (Pacto pela Saúde), nº 311/SAS/MS, de 14 de maio de 2007, e nº 134/SAS/MS, de 4 de abril de 2011, e

no art. 13 da RDC ANVISA nº 63/2011; e Considerando o item III do parágrafo único do art 1º, da Portaria nº 1.833/GM/MS, de setembro de 2014, que institui o Grupo de Trabalho Tripartite para elaborar proposta de regulamentação da Lei nº 12.994, de 17 de junho de 2014, que prevê a proposição de tipologia de vínculo de trabalho para a contratação dos agentes comunitários de saúde e agentes de combate a endemias, resolve:

Art. 1º Fica estabelecida a Terminologia de Vínculos de Profissionais do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES).

§ 1º A Terminologia de que trata o “caput” deste artigo substitui a atual Tabela de Vínculos Profissionais do CNES.

§ 2º Cada termo utilizado deverá possuir conceitos, bem como devem ser citadas as referências, sinônimos, antônimos e outras informações relevantes para o entendimento daqueles, quando se aplicar.

Art. 2º Fica definida, conforme o anexo a esta Portaria, a estrutura para a Terminologia de Vínculos Profissionais.

Art. 3º A Terminologia de Vínculos Profissionais está hierarquicamente organizada em:

I – vínculo com o Estabelecimento ou sua Mantenedora: demonstra qual a relação entre o profissional e o estabelecimento de saúde ou sua mantenedora;

II – vínculo com o Empregador: identifica o vínculo entre o profissional e seu contratante, seja ele o próprio estabelecimento de saúde, sua mantenedora ou um ente/entidade terceira; e

III – detalhamento do Vínculo: fornece detalhes necessários para melhor compreensão do vínculo com o empregador, quando aplicável.

Art. 4º Os códigos atuais de vínculos serão mantidos ativos no CNES até a competência dezembro de 2015.§ 1º Os gestores dos Municípios, dos Estados e do Distrito Federal deverão revisar os vínculos dos profissionais cadastrados e adequá-los à Terminologia durante o prazo mencionado no caput. § 2º Após o término do prazo estabelecido no “caput”, os cadastros que não estiverem adequados à terminologia serão rejeitados.

Art. 5º Caberá à Coordenação-Geral de Sistemas de Informação, do Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas, da Secretaria de Atenção à Saúde (CGSI/DRAC/SAS/MS), enquanto gestora do CNES, formalizar junto ao Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS) a demanda para operacionalização desta Portaria no CNES.

Art. 6º A Terminologia de que trata esta Portaria é de gestão conjunta da Secretaria de Atenção à Saúde, por meio da CGSI/DRAC/SAS, e da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Parágrafo único. Qualquer alteração na Terminologia de Vínculos Profissionais só poderá ser realizada mediante autorização consensual das áreas gestoras.

Art. 7º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 8º Os efeitos operacionais no CNES, decorrentes da vigência desta norma, ocorrerão conforme cronograma a ser publicado no sítio eletrônico do CNES.

(http://cnes.datasus.gov.br).

Art. 9º Fica revogada a Portaria nº 197/SAS/MS, de 14 de março de 2007, publicada no Diário Oficial da União nº 51, de 15 de março de 2007, Seção 1, página 35.

Obs.

* Nos casos em que o Vínculo com o Empregador indicar ser originário de outro ente/entidade, será exigido o número do Cadastro Nacional da Pessoal Jurídica (CNPJ) do contratante original. ** Quais Naturezas Jurídicas do estabelecimento de saúde ou de sua mantenedora, de acordo com seu CNPJ cadastrado na Receita Federal do Brasil, o vínculo será permitido.

ARTHUR CHIORO.

Diretoria Sinasce / Ceará


ADIADA A REUNIÃO COM O PREFEITO DE FORTALEZA… QUAL O MOTIVO ?

Osmar Viana Notícias

COM CERTEZA, UMA REPERCUSSÃO DIRETA DO CAOS E DA DESORDEM, PATROCINADOS PELA OPOSIÇÃO NA ASSEMBLÉIA DESTA QUARTA-FEIRA 11/02/2015.

DAVA PRA “OUVIR OS APLAUSOS” DA GESTÃO, AO “ASSISTIR” DE CAMAROTE (através dos olheiros) O QUE DEVERIA SER CONDIÇÃO DE NEGOCIAÇÃO, MAS QUE LHE FOI DADO/OFERECIDO DE BANDEJA POR ALGUNS PRESENTES, QUE AO INVÉS DE PROMOVER A ORDEM E GARANTIR A INSTITUIÇÃO DA DEMOCRACIA, PREFERIRAM BUSCAR, A TODO CUSTO, A AUTOPROMOÇÃO CLARAMENTE DEMONSTRADO NAS ATITUDES ADOTADAS DURANTE A REFERIDA ASSEMBLÉIA.

Foi, portanto, “ Um Jogo de Perde e Perde” ONDE TODOS PAGAM O PREÇO…  O Sinasce, imbuído de promover uma Assembléia Ordeira e Democrática, foi surpreendido por uma “avalanche” de servidores “doutrinados” a obedecer a um “comando central” onde a Palavra de Ordem era: Promover a Desordem e o Caos. Como resultante, o propósito da assembléia, QUE ERA SUBMETER À PRESTAÇÃO DE CONTAS PARA AVALIAÇÃO E APROVAÇÃO DA CATEGORIA, NÃO VINGOU!

Outro propósito, não menos importante, foi o fato de que o Sinasce submeteria UMA NOVA PROPOSTA SALARIAL PARA CATEGORIA (nos moldes em que foi feito em Recife), para que esta avaliasse e votasse pela aprovação ou não da mesma, e no caso da aprovação, o Sinasce pudesse encaminhá-la na reunião que estava marcada para hoje 12/02/2015, e que também NÃO PROSPEROU, em virtude do acirramento dos ânimos que se instalaram no decorrer da “assembléia”. Enfim, foi uma “situação” ONDE TODOS NÓS PERDEMOS, e certamente, onde todos pagarão a fatura, inclusive, a “fatura” do adiamento “providencial” informado/comunicado hoje pela pela prefeitura de Fortaleza, nesta manhã .

A alegativa da prefeitura de Fortaleza, para o adiamento desta reunião, se justificou em virtude de problemas particulares com a secretária e, portanto, a reunião não poderia transcorrer sem ela. Neste caso, fica marcado uma nova reunião para depois do carnaval em data e horário a serem divulgados a posteriori.

POR ISSO, REITERAMOS, O SINASCE NÃO É DA DIRETORIA… O SINASCE É DE TODOS!

POR ISSO, VAMOS NOS UNIR E NOS TORNAR “UM ÚNICO INDIVÍDUO INSTITUCIONAL” PARA QUE POSSAMOS COMBATER E DEMONSTRAR FORÇA E UNIÃO DIANTE DOS NOSSOS ADVERSÁRIOS E ASSIM, POSSAMOS LUTAR POR MAIS CONQUISTAS E PRINCIPALMENTE, LUTAR PELA APLICAÇÃO E CUMPRIMENTO DOS NOSSOS DIREITOS.

 

Diretoria Sinasce / Ceará.


BALANCETE CONTÁBIL – PRESTAÇÃO DE CONTAS 2014/2015 – TRANSPARÊNCIA E COMPROMISSO COM A VERDADE

Osmar Viana Notícias

Digníssimos servidores e servidoras agentes de saúde e agentes de endemias do Ceará, em especial, você, trabalhadores de Fortaleza. O Sinasce, no uso de suas atribuições institucionais, vem por meio deste, publicizar o Balancete Contábil ( prestação de contas) referente ao ano 2014/2015, para que vc tenha acesso irrestrito a esta prestação de contas, e assim, possa CONSTRUIR JUÍZO DE VALOR PRÓPRIO, para que possa avaliar, aprovar ou contestar o que quer que seja, sem Influência Ideológica Política, e sem a parcialidade que ofusca o Discernimento que deve prevalecer nos julgamentos Onde se Elege a Justiça como a Principal Provedora de Direitos e Conquistas Almejados.

Balancete Contábil                                                                                                                                         Folha: 1

 

Empresa: SIND.AGEN COM. SAUDE SAN. NA ÁREA COMB. A VET. END SUBN CE – CNPJ: 05.500.326/0001-00                      Fortes AC Contábil

Período: 01/01/2014 a 31/12/2014; Estabelecimento(s): 0001 – SINASCE; Centro(s) de Resultados: 001 – MATRIZ

 

Conta         Descrição                                                                      Saldo Anterior           Débitos           Créditos         Saldo Atual

 

1              ATIVO                                                                              800.642,49 D     1.353.737,05      1.178.125,42        976.254,12 D

 

11             ATIVO CIRCULANTE                                                          540.814,02 D     1.353.737,05      1.178.125,42        716.425,65

 

D111    DISPONIVEL                                                           540.814,02 D     1.353.737,05      1.178.125,42        716.425,65

 

D11101                                                                            CAIXA GERAL    486.872,64         D         693.340,01   465.422,80

 

714.789,85                                                                       D111010001       CAIXA    486.872,64         D           693.340,01

 

465.422,80                                                                       714.789,85 D11102          BANCOS CONTA MOVIMENTO                53.941,38

 

D  660.397,04                                                                   712.702,62 1.635,80       D111020003       BANCO DO BRASIL

 

53.941,38                                                                        D 660.397,04      712.702,62         1.635,80             D13                ATIVO

 

PERMANENTE   259.828,47                                                                D 0,00         0,00   259.828,47         D132     IMOBILIZADO

 

259.828,47                                                                       D 0,00         0,00   259.828,47         D13201   IMOBILIZADO

 

259.828,47                                                                       D 0,00         0,00   259.828,47         D132010001        MOVEIS E

 

UTENSILIOS   5.977,39                                                                      D 0,00         0,00   5.977,39            D132010002        MAQS E

 

EQUIPAMENTOS 9.839,90                                                                 D 0,00         0,00   9.839,90            D132010003                EQUIPAMENTOS DE

 

INFORMATICA   6.877,97                                                                   D 0,00         0,00   6.877,97            D132010004        VEICULOS                68.000,00                                                                        D

 

0,00   0,00                                                                          68.000,00    D132010005 IMOVEL   150.000,00          D 0,00

 

0,00   150.000,00                                                                D132010007       CONSORCIOS   18.644,21            D 0,00

 

0,00   18.644,21                                                                  D132010008       BENS PEQUENO VALOR              489,00         D               0,00

 

0,00   489,00                                                                       D2  PASSIVO       800.642,49         C         0,00         175.611,63                976.254,12

 

C24   PATRIMONIO LIQUIDO                                                800.642,49 C     0,00       175.611,63         976.254,12   C242

 

PATRIMONIO SOCIAL                                                        800.642,49 C     0,00       175.611,63         976.254,12   C24201

 

SUPERAVIT                                                                     800.642,49 C     0,00       175.611,63         976.254,12   C242010001

 

SUPERAVIT (DEFICIT) ACUMULADO                                     800.642,49 C     0,00       175.611,63         976.254,12   C

 

3              RECEITAS                                                                               0,00            653.948,60         653.948,60                0,00

 

31               RECEITA BRUTA OPERACIONAL                                                0,00            653.948,60         653.948,60                0,00

 

311                RECEITA BRUTA PRODUTOS/MERCS/SERVIÇOS                         0,00            653.948,60         653.948,60                0,00

 

31103                RECEITAS                                                                         0,00            653.948,60         653.948,60                0,00

 

311030002           MENSALIDADES                                                               0,00            653.948,60         653.948,60                0,00

 

4              CUSTOS/DESPESAS                                                                  0,00            477.656,27         477.656,27                0,00

 

42               DESPESAS                                                                            0,00            477.656,27         477.656,27                0,00

 

421                DESPESAS OPERACIONAIS                                                     0,00            472.109,82         472.109,82                0,00

 

42104                DESPESAS ADMINISTRATIVAS                                               0,00            472.109,82         472.109,82                0,00

 

421040001           AGUA E GELO                                                                 0,00               8.077,50            8.077,50                0,00

 

421040003           HONORARIOS CONTABEIS                                                0,00              10.136,00          10.136,00                0,00

 

421040004           MATERIAL DE LIMPEZA                                                      0,00                  842,85                842,85                  0,00

 

421040005           SEGUROS                                                                        0,00               3.497,57            3.497,57                0,00

 

421040007           LIMP CONS PREDIO                                                          0,00                  186,00                186,00                  0,00

 

421040008           VIAGENS E HOSPEDAGENS                                                0,00              28.197,20          28.197,20                0,00

 

421040009           MATERIAL DE EXPEDIENTE                                                0,00               1.060,03            1.060,03                0,00

 

421040010           TAXAS E EMOLUMENTOS                                                  0,00                   36,00                 36,00                 0,00

 

421040012           SERVS PRESTADOS                                                         0,00               3.130,61            3.130,61                0,00

 

421040013           CORREIOS E TELEGRAFOS                                               0,00                  173,80                173,80                  0,00

 

421040014           LOCAÇÕES                                                                     0,00               1.155,00            1.155,00                0,00

 

421040016           BENS DE PEQUENO VALOR                                                0,00               2.301,70            2.301,70                0,00

 

421040018           ENERGIA ELETRICA                                                          0,00                  690,50                690,50                  0,00

 

421040019           ANUIDADE                                                                      0,00                  800,00                800,00                  0,00

 

421040020           TELEFONE                                                                     0,00               2.787,81            2.787,81                0,00

 

421040021           DESPS.C/INTERNET                                                          0,00                  600,00                600,00                  0,00

 

421040026           COPIAS E ENCADERNACOES                                              0,00                  903,35                903,35                  0,00

 

421040027           DESPESAS C/INFORMATICA                                               0,00                  429,80                429,80                  0,00

 

421040028           COMBUSTIVEIS E LUBRIFICANTES                                       0,00               9.487,72            9.487,72                0,00

 

421040029           EVENTOS                                                                         0,00              38.293,69          38.293,69                0,00

 

421040030           DESPESA C/GRAFICA                                                        0,00               2.691,00            2.691,00                0,00

 

421040032           PUBLICIDADE E PROPAGANDA                                           0,00              16.023,52          16.023,52                0,00

 

421040033           AJUDA DE CUSTO-DIRETORES                                           0,00              95.865,00          95.865,00                0,00

 

421040034           DESPESA C/CONDUÇÃO E TRANSPORTE                              0,00               3.954,40            3.954,40                0,00

 

 

Continua…

 

Balancete Contábil                                                                                                                                         Folha: 2

Empresa: SIND.AGEN COM. SAUDE SAN. NA ÁREA COMB. A VET. END SUBN CE – CNPJ: 05.500.326/0001-00                      Fortes AC Contábil

Período: 01/01/2014 a 31/12/2014; Estabelecimento(s): 0001 – SINASCE; Centro(s) de Resultados: 001 – MATRIZ

 

Conta         Descrição                                                                      Saldo Anterior           Débitos           Créditos         Saldo Atual

 

421040035           CONSERVAÇÃO E MANUTENÇÃO                                        0,00               1.541,67            1.541,67                0,00

 

421040036           DESP C/ADVOGADO                                                         0,00              88.604,00          88.604,00                0,00

 

421040037           REFEIÇÃO                                                                      0,00               4.394,52            4.394,52                0,00

 

421040038           MATERIAL DE USO/CONSUMO                                            0,00               1.715,56            1.715,56                0,00

 

421040039           DESPESA C/VEICULO                                                        0,00              10.435,69          10.435,69                0,00

 

421040040           FARDAMENTO                                                                 0,00                  758,29                758,29                  0,00

 

421040041           CHAVEIRO                                                                      0,00                   19,06                 19,06                 0,00

 

421040042           ESTACIONAMENTO                                                          0,00                  176,50                176,50                  0,00

 

421040044           INFORMATICA/SITE                                                          0,00               1.457,00            1.457,00                0,00

 

421040045           DESPESAS C/CARTÓRIO                                                   0,00                  679,61                679,61                  0,00

 

421040049           CUT                                                                               0,00              26.932,92          26.932,92                0,00

 

421040050           AUXILIO NATALIDADE                                                       0,00              66.130,00          66.130,00                0,00

 

421040052           CAGECE                                                                          0,00               1.369,95            1.369,95                0,00

 

421040054           ALUGUEL ESPAÇO                                                           0,00              21.643,00          21.643,00                0,00

 

421040055           AUXILIO FUNERAL                                                            0,00               2.889,00            2.889,00                0,00

 

421040056           DOAÇÃO                                                                          0,00                   30,00                 30,00                 0,00

 

421040057           CERTIFICADO DIGITAL                                                      0,00                  410,00                410,00                  0,00

 

421040058           PREMIAÇÃO                                                                    0,00               3.802,00            3.802,00                0,00

 

421040059           SERVIÇO FUNERÁRIO                                                       0,00                  280,00                280,00                  0,00

 

421040060           APURAÇÃO ELEIÇÕES                                                      0,00               7.520,00            7.520,00                0,00

 

422                DESPESAS TRIBUTARIAS/FINANCEIRAS                                    0,00               5.546,45            5.546,45                0,00

 

42202                DESPESAS TRIBUTARIAS                                                     0,00               4.681,41            4.681,41                0,00

 

422020001           IMPOST TAXAS DIVERSAS                                                  0,00               3.572,27            3.572,27                0,00

 

422020005           JUROS TRIBUTARIOS                                                       0,00               1.109,14            1.109,14                0,00

 

42205                DESPESAS FINANCEIRAS                                                     0,00                  865,04                865,04                  0,00

 

422050003           DESPESAS BANCARIAS                                                     0,00                  865,04                865,04                  0,00

 

5              APURACAO                                                                                0,00            653.267,90         653.267,90                0,00

 

51               APURACAO DO RESULTADO                                                     0,00            653.267,90         653.267,90                0,00

 

511                RESULTADO DO EXERCICIO                                                   0,00            653.267,90         653.267,90                0,00

 

51101                RESULTADO DO EXERCICIO                                                 0,00            653.267,90         653.267,90                0,00

 

511010001           RESULTADO DO EXERCICIO                                              0,00            653.267,90         653.267,90                0,00

 

0,00          3.138.609,82      3.138.609,82               0,00

 

 

 

 

 

Fim

 


PRESTAÇÃO DE CONTAS 2014… SEM VOTAÇÃO … SEM APROVAÇÃO OU REPROVAÇÃO!

Osmar Viana Notícias

 

A Votação da Prestação de Contas do Sinasce, que deveria ter sido proferida pelos trabalhadores presentes na Assembléia nesta quarta-feira 11/02/2015, FOI SUSPENSA! A  razão da suspensão, se deu em virtude do esvaziamento da referida Assembléia, bem como em razão da falta de segurança e de condições logísticas, provocados por alguns membros da “Oposição Raivosa” que patrocinaram muitos tumultos que impossibilitaram tal votação.

 

Diante da flagrante falta de condições de continuar com a referida assembléia, O Sinasce, INVOCANDO A PRUDÊNCIA INSTITUCIONAL, resolve suspender a votação dos balancetes contábeis (prestação de contas/2014), ao tempo que decide REMETER PARA O MINISTÉRIO PÚBLICO os referidos “ Balancetes Contábeis”, para Apreciação e Emissão de Parecer da Excelsa Casa.

Em mais uma Atitude e Demonstração de Transparência e Respeito para com os trabalhadores, VIMOS DE PÚBLICO PEDIR DESCULPA! AOS TRABALHADORES QUE LÁ ESTIVERAM, apena com o NOBRE INTUITO de Ouvir, Analisar e Votar pela Aprovação ou Não da referida prestação de contas. Ao invés disso, tiveram que assistir um “espetáculo danoso de guerra de vaidade e incitação a violência” que, se extrairmos o ânimo ao ódio e o discurso envelhecido, sobra pouca coisa.  O PROBLEMA DISSO, É QUE ESSE TIPO DE COMPORTAMENTO NÃO CONSTRÓI! AO CONTRÁRIO, SÓ TRAZ PERDAS…  PERDAS PARA TODO MUNDO. Afinal, nessas situações de exposição gratuita, Perde Todo Mundo, Perde a categoria… Perde o Sinasce… E Pasmem, Perde até a oposição!

A Diretoria do Sinasce, Repudia de Público todas as “insinuações” de que compactuamos com o mal feito, ao contrário, defendemos a Transparência e Apoiamos a Publicização dos balancetes contáveis do Sindicato, para que todos, filiados ou não, tenham acesso as receitas e despesas do Sinasce.  E se quiserem questionar alguma coisa, qualquer coisa, possam fazê-lo! Mas fazê-lo com responsabilidade e em obedecendo a Lei! Até por que, ninguém, mas ninguém  mesmo,está cima da Lei.

Mesmo por que, todo que agir diferentemente disso, comete Leviandade ou calúnia. Isto posto, o Sinasce, se coloca a disposição de todos e de todas para dirimir quais quer dúvidas que possa pairar sobre a questão em epígrafe. Assim, como reitera Seu Foco na Luta Pela Conquista do Piso da categoria. Principalmente na próxima reunião com a gestão de Fortaleza.

 

Diretoria Sinasce / Ceará.


Revolução do Bem – Sinasce em Mais Uma Grande Ação em Benefício dos Trabalhadores

Osmar Viana Notícias

 

         Em mais uma AÇÃO INSTITUCIONAL, o Sinasce PROMOVE UMA GRANDE MUDANÇA DE ATITUDE, em relação às Ações de combate ao Sarampo e outras endemias em Fortaleza, em especial na SER VI.

Numa Ação compartilhada com a prefeitura de Fortaleza, o Sinasce DEFENDEU e Conseguiu Instituir para os servidores que atuem em microáreas diferentes das de onde são lotados, os seguintes encaminhamentos;

a)          Todos os servidores que trabalharem em campanhas pontuais e/ou em Ações de Bloqueio, Combate e Controle de Sarampo, trabalharão/atuarão apenas em microáreas que compõem o posto de saúde onde são lotados.

b)           Todos os servidores que trabalharem em campanhas pontuais e/ou em Ações de Bloqueio, Combate e Controle de Sarampo, trabalharão EM HORÁRIO CORRIDO, durante essas ações de BLOQUEIO.

Essas ações, foram acompanhadas pelo Sinasce, representantes da SER VI, na pessoa da Ilma. Sra. Dra. Aline ( distrito de saúde), todos os coordenadores dos postos envolvidos; Pedro Sampaio, Melo Jaborandi, Evandro Ayres, Genival de Almeida, Alarico Leite e outros.

 

É o Sinasce,Trabalhando de Maneira Incansável para Fazer Valer Seus Direitos e em Beneficio da Nossa População.

 

Diretoria Sinasce / Ceará.


Sinasce se Reúne com a SEPOG e Rediscute e Encaminha PCCS da Categoria.

Osmar Viana Notícias

PCCS-da-Categoria_1PCCS-da-Categoria_2PCCS-da-Categoria_3

O Sinasce, representado pelos Ilmos. Srs. Osmar Viana e Luis Cláudio (Diretor e presidente, respectivamente), se reuniu com a SEPOG na manhã desta quinta-feira 05/02/2015, para rediscutir a Lei do Plano de Cargos Carreira e Salário – P.C.C.S da categoria, o objetivo da reunião, foi promover as alterações necessárias e atualizar os tópicos jurídicos na Lei, bem como rediscutir os Padrões de Enquadramento dos trabalhadores na Tabela da Matriz Salarial.

Feitos os AJUSTES NECESSÁRIOS, o Sinasce requer da gestão uma Emenda na Lei, (alteração do Artigo 29,) para que se inclua um Parágrafo Único; que assegure a Alteração Automática da Matriz Salarial do referido Plano, no advento da implantação do Piso Salarial Nacional da Categoria. Esse encaminhamento, todavia, foi acertado que será procedido dessa forma na própria Lei que regulamentará a implantação do Piso Salarial Nacional.

Esses e outros ajustes, serão explicado na assembléia da categoria no próximo dia 11 de fevereiro de 2015 no Ginásio Poliesportivo da Parangaba, bem como serão encaminhados outras tratativas relativas ao encaminhamento do Plano para Câmara Municipal de Fortaleza. Até lá!

 

Diretoria Sinasce / Ceará


COMUNICADO OFICIAL!

Osmar Viana Notícias

 

O Sinasce, através da sua Diretoria de Comunicação vem a público informar sobre a alteração da data da Assembléia da categoria, a priori, marcada para o dia 13 de Fevereiro de 2015 e que agora acontecerá no próximo dia 11 de Fevereiro de 2015.

A razão dessa alteração, se justifica em virtude de trâmites administrativos para a liberação do espaço. No entanto, o espaço e horário se mantém os mesmos; Poliesportivo da Parangaba, a partir das 14:oohs, no próximo dia 11 de Fevereiro.

                                                                                Sem Muito Bem Vindo! E Até lá!


1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 ... 22 23   Next »